Leonardo Ramos

Medida do banco público, que passou a valer um mês antes das eleições, permite redução de 5,0% a 7,5% nas prestações dos mutuários.

A Caixa Econômica Federal informou que, a partir de 1 de Setembro, o programa Casa Verde Amarela, antigo ‘Minha Casa Minha Vida’, terão prazo de 35 anos para financiamento. A mudança foi incluída na medida provisória (MP) 1.107, que cria o programa de microcrédito digital, transformada em lei no fim de agosto.

Com isso, os mutuários poderão ter a prestação reduzida em até 7,5%. O cálculo considera o valor do imóvel e a renda da família.

Segundo simulação do banco, em um financiamento de R$ 97 mil, por exemplo, o valor da prestação baixa de R$ 810 para R$ 710. A estimativa considera uma família com renda de R$ 2,7 mil.

Antes, a exigência era que os imóveis possuíssem dois quartos ou mais, agora é possível financiar um imóvel de um quarto.

A medida foi anunciada em vídeo gravado pela vice-presidente de Habitação da Caixa, Henriete Bernabé, transmitido em um aviso de pauta para a imprensa:

“A novidade que nós queremos contar para você é que a partir de hoje é possível a ampliação no prazo de financiamento em até 35 anos. Então, você quer realizar o sonho da casa própria com uma renda entre R$ 2 mil e até R$ 8 mil faça sua simulação, procure uma agência da Caixa e verifique se é possível que a prestação caiba no seu bolso com aquele imóvel que você quer comprar.”

Bernebé lembrou também que o Conselho Curador do FGTS liberou, em julho, o empréstimo com aumento no subsídio dado pelo FGTS. A taxa caiu também para quem conta vinculada ao Fundo para compra de imóveis de até R$ 1,5 milhão.

“Nós acreditamos que as famílias tenham mais condições de realizar o sonho da casa própria. A gente amplia muito as possibilidades da contratação”, concluiu. 

Leonardo Ramos

é corretor de imóveis e especialista em marketing digital. Atua como Head de Marketing & Customer Success na Imobiliária Biguaçu